Congressistas do Norte devem se unir

Não é de hoje que a floresta Amazônica vem sendo pirateada em suas riquezas da flora, fauna e minerais, pelos mais de 17 mil quilômetros de fronteiras desguarnecidas.

Segundo o pajé Miratinga, da tribo dos Uru Eu Uau Uau, lá das terras Djaru Uaru, onde vivem confinados em uma reserva, se não houver união dos povos tradicionais das florestas amazônicas, os grileiros, madeireiros, pecuaristas e garimpeiros, vão acabar com seu ecossistema antes que o próximo relâmpago caia sobre a terra.

Por outro lado, o seringalista Sissi, que teve suas terras espoliadas para reforma agrária, e teve como pagamento apenas papel podre, já é de opinião que o interesse pela preservação da Amazônia, também deve ser dos políticos dos estados federativos que a compõem.

Afinal de contas, as riquezas que ela possui são imensuráveis e pertencem a todos. Salvá-las também é inerente aos direitos dos povos tradicionais que a habitam e vivem do que ela produz, mas não a prejudicam, pelo contrário, a protegem.

Por essas e outras foi que o filósofo da maior e mais bela floresta tropical do mundo, o Zé Praxedes, apoiou as ideias do ex-seringalista e do pajé Miratinga.  Afinal, nossas riquezas amazônicas continuam sendo roubadas e levadas para grandes nações onde os produtos furtados são patenteados e manufaturados. O Brasil e os povos da floresta, nada ganham com isso.

Mas, segundo o filósofo, não convidem para sentar a mesa de negociações, a atual ministra da Agricultura, Kátia Abreu, o ministro Aldo Rabelo e o ex-governador de Mato Grosso Blairo Magge. Segundo o filósofo da mata amazônica, se depender desses três, não fica um pau em pé em toda a Calha Norte.  Eles gostam de campos para criar gado, de cuja carne o brasileiro não consegue comprar um bife sequer.

Disse o filósofo, que eles, gostam também muito de grandes áreas para produção de grãos que são exportados e, cujo dinheiro só beneficia os corruptos e não ajuda em nada o PIB. Além disso, dizem que gostam também de garimpeiros e madeireiros que, juntos, devastam a selva, tiram madeira das terras indígenas e nunca pedem ao Congresso Nacional para reequipar as sucateadas forças armadas brasileiras para fazer a defesa das fronteiras lá no lindo verde do Norte brasileiro. Desmate zero, com eles? É vã filosofia…

Não canso de repetir, que a região mais rica do planeta é a América do Sul, infelizmente há uma grande ignorância, sobre ser ou não ser nacionalistas e democráticos, ao mesmo tempo, fato que os tornam de uma fragilidade imensurável diante do quadro político e industrial no âmbito internacional.

Parece que os congressistas brasileiros, parece não, tenho quase certeza, que, assim que toma posse suas mentes são abduzidas por ilações cibernéticas impregnadas com o vírus da corrupção e, daí em diante, eles veem apenas cifrões dos dólares de empresários e servidores corruptos das grandes estatais nacionais.

O resto, que Zidane, falou Zaratustra! Ainda bem que a Justiça e a Polícia Federal aparecem para frear os ânimos desses maus patriotas que deveriam ser fuzilados. Mas no Brasil com suas fracas  leis, em pouco tempo eles estarão nas ruas rindo dos honestos que pagam impostos para eles se locupletarem.

Enquanto isso, lá na Calha Norte, os únicos aviões abatidos são de narcotraficantes que usam pilotos brasileiros para transportarem cocaína e armas em seus teco-tecos. Eles são abatidos nos países vizinhos, às vezes nos próprios países onde fabricam as drogas, mas que combatem ferozmente sua produção e transporte, com ajuda dos americanos do norte. Porque isso não acontece no Brasil, onde gastamos bilhões de dólares para implantar o Sistema de Proteção ao Voo na Amazônia – Sivam?

Esse sistema ajuda, mas não muito, segundo especialistas, dizem que não está ajudando em nada, há falhas imensuráveis em seus radares que criam enormes bolhas e vastas regiões ficam horas ou dias sem cobertura.

É por isso que eu e minha Santa Tambura, batemos há muito tempo para que a pajelança do pajé Miratinga dê certo, caso contrário, se dependermos da utópica reunião dos congressistas do Norte, a vaca vai continuar atolada no brejo até os chifres. E, segundo o seringalista Sissi, nossas riquezas imensuráveis continuarão se esvaindo por dentre nossos dedos. Isso é uma ignomínia! Vou! Fui! Inté!

Vismar Kfouri – jornalista, escritor e ambientalista. Veja mais no Blog do Vismar Kfouri e façam contatos para palestras: 17-99186-7015.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s