Rio Preto precisa de administração mais objetiva

Sou totalmente contrário a dois mandatos em qualquer área da administração pública. Na primeira, o eleito procura mostrar serviço, para se eleger outra vez como prioriza a lei eleitoral. No primeiro mandato ele trabalha e usa a mídia e seus assessores para mostrar que está atuando com rigor e fazendo jus ao salário polpudo que recebe, além é claro, de receber benesses das grandes empresas que venceram as maiores concorrências como é praxe dos governos petistas para cá. Nada contra ninguém, estou generalizando e sofismando o que diz meu interior, revoltado com a política atual de hoje.

Todavia, em se falando da nossa bela e altaneira Rio Preto, a administração atual está, a meu ver, devendo e muito para os eleitores que guindaram o senhor Valdomiro Lopes e seus vereadores ao poder.

Na Câmara Municipal, nos parece que existe apenas um vereador e, o mesmo nem é de um partido que hoje sobressai nacionalmente, pelo contrário, mas ele é o único soldadinho com o passo certo. Os demais apenas aplaudem e se curvam diante das solicitações que o alcaide necessita para tocar suas grandes obras que não atingem as periferias sofridas da cidade.

O centro da cidade parece um mercado persa com as praças antigas necessitando serem revitalizadas e os calçadões devem ser ambientalizados com verde e flores ornamentais. Nas grandes avenidas da Região Norte, o patinho feio de Rio Preto, diz o sábio Sissi lá dos seringais amazônicos que, quando veio aqui passear, ficou abismado pela falta de verde nas ruas e avenidas dos bairros mais humildes da periferia. Até minha Santa Tambura com seus dois neurônios concordou com ele.

Segundo ele, faltam áreas verdes com estruturas para os munícipes passarem bons momentos com seus filhos e amigos. Além da represa, ele não encontrou um parque verde com um laguinho pra dar banho num casal de lambari, quanto mais mitigar a sede da fauna que hoje procura a área urbana porque a rural está sem água e totalmente pulverizada por agrotóxicos. Tem razão meu amigo Sissi, e já vimos dias destes que as obras antienchentes não funcionaram porque, segundo o secretário de Obras, elas não estão totalmente prontas. Vamos aguardar seu final e ver se na primeira grande enxurrada ela vai funcionar, afinal, a obra custou muitos milhões de reais tirados dos impostos dos contribuintes. Se não funcionar, vamos cobrar, estamos de olho!

Outrossim, se estamos no verão e está chovendo como está agora, o que vai ser dos grandes buracos nas ruas da cidade quando São Pedro resolver abrir as torneiras pra valer? Que tal construir uma boca de lobo naquela estrada municipal asfaltada que vai ao bairro Santa Clara e deixar a água escoar para o pasto ao lado? A Prefeitura vai esperar a água acumulada acabar com o asfalto para depois mandar consertar? Acredito que, se o prefeito pedir com jeitinho para a Constroeste, ela vai lá e num dia resolve direitinho este grave problema que, quando chove muito, impede o trânsito nos dois sentidos, sem falar do barro e pedras que descem do bairro da Santa Clara. O bairro não está legalizado, mas os títulos de eleitores estão, e quando chegar a próxima eleição as ruas vão estar arrumadinhas para os políticos transitarem em busca de votos? Quem viver verá! Vou! Fui! Inté!

Vismar Kfouri – Jornalista, escritor e ambientalista. Kfouriamazonia39@gmail.com – Blog: https:\\kfouriamazoniawordpress.com – Contatos P\Palestras: 17-99186-7015.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s