Sem desfecho sobre impeachment Brasil vive o anarquismo

Disse a sábia Santa Tambura que enquanto não sai o desfecho sobre o impeachment da presidente Dilma Roussef, e a aprovação do Conselho de Ética da Câmara Federal sobre seu ensaboado presidente Eduardo Cunha, que deve ser cassado por falta de decoro, corrupção na Petrobras e contas em bancos suíços, o Brasil vai vivendo sob um novo regime, o da anarquia.

Concordei com minha santinha do pau oco, porque na verdade, o Brasil está sobrevivendo por contra dos cidadãos brasileiros que são criativos e estão provando que não precisam de gente mal-preparada ou mal-intencionada para administrar uma das maiores potencias econômicas do planeta. O macaco tá certo!

Onde se viu, perguntou lá das entranhas da selva amazônica o seringalista Sissi, “o Brasil cair mais uma posição no ranking global dentre os países em desenvolvimento humano segundo o índice da ONU?”

Segundo o filósofo Zé Praxedes, também lá dos peraus da Calha Norte, o Brasil estava empado com o Sri Lanka em 74° lugar e agora ficamos atrás deste país que é dos mais atrasados do planeta e fica colado na Índia. Agora, como fomos rebaixados,  caímos para 74° no índice de desenvolvimento humano feito pela Organização das Nações Unidas – ONU.  Vamos ganhar de quem? Perguntou indignado o filósofo das selvas.

Enquanto o Judiciário e o Legislativo não se definem sobre o impeachment da presidente Dilma, o país está mostrando aos três poderes constituídos que vamos levando a vida sem a intervenção deles. É como se tivéssemos adotado as teorias da Anarquia para vivermos sob estas regras criadas há duzentos anos e que era o símbolo do idealismo defendido por muitos filósofos da época, entre eles John Locke que defendia literalmente uma administração sem poder onde, cada um fazia o que desejasse seguindo cinco regras básicas desta ideologia que não vale a pena aqui enumerá-las porque, na verdade, elas são dispensáveis em qualquer país contemporâneo que se preza.

Todavia, segundo o estudioso Carlos Fontes, as ideias estudadas sobre esta ideologia por P. Kropotkin, e outros seguidores, viram no desenvolvimento das tecnologias de comunicação e informação um meio que poderia conduzir ao advento da anarquia. Ele cita ainda que  estas ideias têm caracterizado o movimento anarquista internacional ao longo destes duzentos anos.

Ora bolas, após análise acurada, dá para se subentender que o Brasil vive, sem querer ou desejar, esta ideologia que a meu ver não pode haver Poder sem adquiri-lo formalmente através do voto popular, e, o pior é que no momento podemos sim analisar e chegarmos à conclusão, estapafúrdica ou não, que estamos vivendo um momento de anarquia já que estamos sem governo para administrar o país. Ele,, no entanto,  vai indo melhor do que se estivesse como uma locomotiva transitando tranquilamente por trilhos bem firmes e com a economia sendo administrado pela presidente e seu partido petista tão desmoralizado perante a opinião pública do país, que neste final de semana saiu às ruas do Brasil para pedir o impeachment da presidente.

Então, dá ou não, para perguntar? Estamos vivendo um caos político e econômico, ou dá realmente para nos confundirmos com uma administração anarquista? Isso é uma ignomínia, sim, minha gente!

Pior do que está não pode ficar. O tempo urge e precisamos de definição imediata sobre o destino desta imensa nação que ainda não acordou do seu sono eterno. Acorda Brasil! Acorda brasileiros! Vou! Fui! Inté!

Vismar Kfouri – jornalista, escritor e ambientalista. kfouriamazonia39@gmail.com Blog: https:\\kfouriamazoniawordpress.com – Contatos P\Palestras: 17- 99186-7015.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s