O futuro é tão incerto quanto a rota de um cometa!

Uma pesquisa feita através da internet por este velho escriba a respeito do que pensam os brasileiros sobre a situação política e econômica do país foi tão terrível quanto ter uma diarreia no metrô e não ter tempo para ir ao banheiro. Arre égua!

Assim nem com a reza braba da Santa Tambura o Brasil vai se aprumar em curto ou médio prazo. Nada de novo no front para adoçar a boca dos nossos conterrâneos que vivem a pior crise econômica e política desde que Cabral aportou por aqui com seus degredados.

Depois que perdi o fim de semana fazendo a pesquisa, descobri que emissoras de TVs fizeram a mesma coisa e deram o mesmo resultado. O brasileiro mudou de opinião a respeito de suas preferências comportamentais sobre nossa política. Hoje eles repudiam em primeiro lugar a corrupção do que fatores que antes eram mais contundentes nas preferências da massa, por exemplo, a ausência de saúde, de boas escolas e de segurança.

O sábio Sissi, seringalista das selvas rondonienses e o filósofo Zé Praxedes também lá das entranhas das florestas amazônicas, acreditam que esta mudança de valores no eleitorado brasileiro tem a ver com a onda avassaladora de corrupção que felizmente a Justiça Federal (finalmente acordou ou saiu do ninho?) trouxe à luz com as operações do Petrolão, do Mensalão, da Lava Jato, da Zelotes e de outras que estão prendendo políticos do Congresso Nacional, executivos ligados ao Planalto, grandes empreiteiros e maus servidores federais que, de tão famintos que estavam por dólares e reais, limparam e faliram a maior empresa nacional, a Petrobras. 

 Pasmaram porque pela primeira vez o eleitorado está vendo resultados positivos, isto é, estão colocando nas jaulas também os gatões. Além destes, há também os milhares de ratinhos que ainda infestam as penitenciárias brasileiras, o que era motivo de piadas na voz do populacho, que afirmava que a Justiça só prendia pés de chinelos e ladrões de galinhas.

Hoje vemos nas cadeias até os vereadores e os prefeitos que corrompem licitações, e desviam dinheiro da merenda escolar e dos remédios de municípios tão pobres, mas tão pobres, que nem água e esgoto têm em suas sedes. Tudo isso de Norte a Sul e de Leste a Oeste. Isto é digno de uma ignomínia!

Outrossim, o Banco Central, dizem que não, mas eu digo que sim, com a pressão da presidente Dilma Rousseff, segurou os juros lá em cima, não adiantou nem recuou. Agiu em surdina como faz seu governo petista. Todavia, a inflação e o dólar, o custo de vida, o desemprego, a miséria no país é cada vez mais crescente. E a população acordou e está indo para as ruas protestar.

A única notícia boa que posso dar aos meus parcos leitores, é que estou me preparando para ir a Rondônia ver a filharada, dizer aos amigos e inimigos que estou vivo, depois ir até Humaitá, no Sul do Amazonas, e subir a BR-230, a Transamazônica até perto de Apuí e virar à direita 28 quilômetros de areião e acampar na margem esquerda do rio Roosevelt e ficar pescando e admirando minha linda Amazônia por uns 30 dias ou mais.

Fazer o quê? E se o meteoro que navega pelo cosmos sem controle algum se chocar com a Terra? Acho melhor ir pescar mesmo, né, não?

E o Nézim Manguaça disse que vai ser meu pirangueiro, garantiu ele que só vai beber meia garrafa de pinga de cauim por dia. Tu acreditas Pajé Miratinga? Não? Nem eu! Vou! Fui! Inté!

Vismar Kfouri – Jornalista, escritor e ambientalista. kfouriamazonia39@gmail.com Blog: https:\\kfouriamazonia.worpress.com – Contatos P\Palestras: 17-9986-7015.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s