Amazônia: proteção e desmate zero já!

Notícias recém chegadas ao meu blog informam que a Amazônia continua sendo pirateada tanto nas fronteiras desguarnecidas, quanto no seu interior. Madeiras de lei estão sendo marcadas para serem abatidas no verão.

Garimpos ilegais de ouro, diamantes e cassiterita (estanho) estão em plena atividade, aproveitando o volume de chuva que cai e que dá condição de se fazer a lavagem do cascalho nos jigs. Estes são aqueles aparelhos que são chamados também de “tremes-tremes”  que lavam o cascalho e apuram os minérios que são vendidos no mercado negro e saem do Brasil sem pagar impostos e enriquecem mais ainda  países como Estados Unidos, Índia, Israel e Holanda.

Estes são os maiores compradores de nossas riquezas minerais amazônicas, afirmam os caboclos das entranhas da maior floresta tropical. E dizem ainda  que os contrabandistas levam, além do ouro e pedras preciosas pelas fronteiras do Suriname e Venezuela, tipos de minérios que eles não sabem o que são, mas acreditam ser urânio e nióbio e que, em troca, recebem armas e drogas que vão abastecer o crime organizado nas grandes cidades brasileiras, via Belém no Pará.

Afirmam que desta capital saem também a maior parte de madeira ilegal esquentadas com notas frias e Planos de Manejos dos estados de Rondônia, Roraima e Amazonas, desviados por grandes quadrilhas de madeireiros que contam com ajuda financeira e estratégica das grandes empresas revendedoras de madeiras beneficiadas esparramadas pelo país inteiro. É um toma lá da cá informaram ex-arapongas que não perdem a oportunidade de defender as riquezas nacionais (através de denúncias), fato que deveria ser realizado por nossas forças de repressão ao descaminho e entrada de armas e drogas em nosso território.

A única saída para mantermos a incolumidade de nossa Amazônia e suas fronteiras seria o “desmate zero já”, slogan criado por este jornalista e ambientalista. Este slogan já foi lido num encontro na cidade suíça de Davos, mas no Brasil, onde temos um Congresso Nacional corrupto e sem resquícios de nacionalismo, ninguém deu bola até hoje. Só se a Santa Tambura fizer um milagre, mas como é uma santinha personagem das minhas escritas, vamos esperar que algum santo de verdade faça um milagre.

Vou! Fui! Inté!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s