Ninguém acredita no Brasil

Não há nenhum tipo de operação cirúrgica ou espiritual, que resolva o câncer que atingiu o Brasil nestes últimos anos de política e administração econômica desastrosa que nos tornou num país de alta corrupção.

Para tentar achar uma saída deste imbróglio que os governos petistas colocaram a maior potência da América Latina, a Santa Tambura reuniu seus experts em política lá na Calha Norte, em plena floresta Amazônica. E queimaram neurônios…

Reunidos na beira do rio Porequete, entre Lábrea, no Sul do Amazonas com Rondônia, enquanto degustavam saborosos peixes fisgados na hora e com acompanhamento de uma gostosa pinga de cauim, sentados na areia em volta da fogueira, estavam, além de Santa Tambura, o filósoso Zé Praxedes, o sábio seringalista Sissi, o Pajé Miratinga, da tribo dos Uru Eu Uau Uau do interior das selvas rondoniense, o Nézin Manguaça e, até o coronel Totó que um dia perdeu seus coturnos lá na divisa do Amazonas com o Suriname.

A Santa Tambura explicou que o coronel Totó é da cidade paulista de São José do Rio Preto-SP, mas sempre viveu nas entranhas da maior floresta tropical do planeta fazendo sua defesa e também dos povos tradicionais que nela vivem. Após acalorada discussão, todos chegaram a um resultado devido  notícias colhidas nas principais redes da mídia nacional e internacional nas últimas horas. Eis o resultado da “Carta da Selva” que todos assinaram e vão mandar para o Congresso Nacional:

“Depois dos resultados das três maiores empresas especializadas em economia mundial terem rebaixado a economia e o grau de confiabilidade dos investidores estrangeiros no Brasil, não adianta contratar nem a Madame Min pra fazer feitiçaria para tentar tirar nosso país da situação caótica em que os petistas o colocaram”. E, mais…

“As últimas pesquisas lançadas pela mídia nacional, as operações que a Lava Jato realizou nos últimos 10 dias, inviabiliza qualquer chance de defesa da presidente Dilma, do ex-presidente Lula, dos presidentes do Senado, Renan Calheiros, da Câmara, Eduardo Cunha, e de outros congressistas que estão enrolados na Justiça”.

“Nem o casuísmo do vice-presidente Michel Temer e também presidente do PMDB e maior aliado dos petistas, tentando enganar os eleitores com suas mensagens na mídia nacional, só demonstrou que o Brasil não tem saída política no momento e que estamos realmente no bico do urubu”.

Outrossim, os “cultos e experientes analistas políticos das selvas amazônicas chegaram a conclusão que nenhum cientista político do Sul ou Sudeste, Europa ou Estados Unidos, serão capazes de encontrar uma solução a curto ou médio prazo que consiga resolver a crise política e econômica que atravessa o Brasil”.

O filósofo Zé Praxedes e o seringalista Sissi finalmente deram suas conclusões sobre a situação política e econômica: “Não há situação que resolva esse imbróglio econômico e político em menos de 10 anos. Primeiro é preciso diminuir o número de partidos, ministérios, de deputados federais e de senadores para a metade, nova eleição em tempo curto e que a Operação Lava Jato e o Poder Judiciário não deixem escapar nenhum figurão enquadrado na corrupção nacional ou que seja inocentado e vá usufruir o butim da Petrobras em praias do Nordeste ou do Caribe”. É, quem disse que o pessoal da Calha Norte não está por dentro da política nacional? Vou! Fui! Inté!

Vismar Kfouri – Jornalista, escritor e ambientalista. kfouriamazonia39@gmail.com Blog: https:\\kfouriamazonia.wordpress.com  Contatos P\Palestras: 17-99186-7015.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s