O Brasil virou navio pirata?

Eu não sei se meu leitor está sentindo a situação em que vivemos em nosso país como eu sinto, infelizmente. Sinto na verdade e, até minha querida Santa Tambura, lá das verdes florestas da Calha Norte, concordou comigo.

Aliás, meu velho amigo seringalista Sissi, homem sábio e culto do interior rondoniense, também concordou com a linha de meu raciocínio. E mais, disse que em gênero, número e grau. Arre égua, não disse o saudoso Nelson Rodrigues que toda unanimidade é burra? Então somos todos burros, porque pensamos unanimemente igual neste momento em que vivemos no Brasil?

Pois é, o filósofo lá dos confins da bela e saqueada Amazônia brasileira, não concordou conosco e, foi além, afirmando que discorda do falecido Nelson Rodrigues, pois ele sofismava muito quando tomava uns porres de uísque. Nem sei se isto é verdade, mas que, às vezes, concordo com pensadores modernos que dele discordam também. Discordo e concordo, conforme o momento e o tema, às vezes, concordo até com o Nézin Manguaça quando ele tá cheio de pinga de cauim ou não!

Agora, que o Brasil tá parecido com um navio pirata eu concordo e, acredito que até a maioria dos brasileiros também. Senão vejamos: O capitão do navio pirata, para manter os sicários (piratas) do seu lado, lhes promete tudo e dá o que pode e até mais do que saqueia para não perder o poder, não é assim que a história nos mostra?

Pois é assim no Governo Federal, a presidente Dilma Rousseff mente e dá o que o país não arrecada e distribui cargos e faz promessas financeiras impossíveis de serem cumpridas só pra se manter no poder.

O dinheiro que o Brasil tinha em seus cofres, teus sicários levaram tudo, somente sobrou milhões de marujos decentes desempregados e com mulheres e filhos passando privações de toda ordem e ainda ouvindo vãs promessas. Tuas panelas estão vazias como as fábricas que foram obrigadas a lacrarem as portas.

Sabem o que Ali Babá falou quando o convidaram para vir trabalhar no Brasil? “Não camaradas, no Brasil não dá pra mim,  lá tenho concorrentes muito desleais, tenho a chefona, teu amigo chegado, o barbudão, os sub-chefes que comandam o tal de Legislativo, maus servidores públicos nas chefias que surrupiariam até meus tesouros milenares e empresários que vendem até suas mães para ganharem concorrências e dividirem o butim entre eles.”

Ali Babá foi adiante: “Aqui eu confio nos meus comandados, no Brasil, tem uns negócios chamados de partidos políticos que fazem de conta que concorrem uns contra o outros depois da política, mas na hora de receber a ajuda dos chefões que querem continuar mandando, se juntam, pegam a grana, dividem, registram num tal de TSE e pronto, o tesouro deles está legalizado.!

 E aí? Pergunto eu indignado! E Ali Babá continua: “E aí que eles pegam os tesouros furtados do Zé Povinho e vão gastar em países mais evoluídos e o restante eles guardam em fortalezas denominadas de  paraísos fiscais. Enquanto eu roubo dos ricos e dou aos pobres, lá eles roubam de ricos e pobres e não dão nem esmola pra cego em porta de igreja. Brasil? Nem pensar, deixe o Lula, a Dilma, o FHC,  fulano, o sicrano, Collor, o Delcídio, o Aécio, o Alckmin e os mais de 200 que apareceram agora na lista nova da empresa Odebrecht, deixem tudo nas mãos do juiz federal Sergio Moro e do STF, que eles resolverão o que fazer. Eu, hein? Ir pro Brasil agora? Never! Jamé! Nihil est clarior!” O Brasil é ou não, igual um navio pirata? Vou! Fui! Inté!

Vismar Kfouri – Jornalista, escritor e ambientalista. kfouriamazonia39@gmail.com Blog: https:\\kfouriamazonia.wordpress.com – Contatos P\Palestras: 17-99186-7015.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s