Brasil em estado terminal perde esperança no futuro

Com as últimas informações da mídia nacional sobre o imbróglio político e econômico que somente não envolve a minha amada Santa Tambura lá da bela e saqueada Amazônia, podemos afirmar que o Brasil está em estado terminal e seu médico perdeu até a esperança em sua recuperação. A UTI já era, foi pro bico do urubu mesmo!

Enquanto o ex-presidente Lula da Silva prestava depoimento na Operação Lava Jato lá em Brasília, o sítio de Atibaia que ele diz que não é dele, foi saqueado e levaram vinhos e charutos possivelmente ganhos de seu amigo do peito Fidel Castro.

Diz o velho e sábio seringalista Sissi, lá do interior rondoniense, que os charutos devem ter sido ganhos por ocasião em que Lula emprestou dinheiro do BNDS para os irmãos Castro construírem o tal porto marítimo de Havana. Quem sabe? Só eles com certeza!

Por outro lado, o filósofo também lá dos cafundós verdes e gotejantes da linda floresta Amazônica, o Zé Praxedes, ficou mais indignado ainda com os movimentos sociais de esquerda que estão transformando o mês de abril em um rio de tinta vermelha.

Lembrou ele, não é tinta não, é sangue de colonos honestos, proprietários de terras com títulos oficiais de propriedade e com cadeia dominial. Não é área de invasão e nem terras da União repassadas a pequenos proprietários que os movimentos sociais aterrorizam e obrigam a participar de suas ações em invasões a terras devolutas do governo, de particulares, queimar fazendas e matar colonos e gado com tiros, como fizeram outro dia no Pará. Isso é uma ignomínia!

Em Rondônia, Mato Grosso do Sul, Maranhão e Sul do Amazonas, a situação é a mesma. E, o pior é que tudo isso ocorre com o beneplácito da Igreja Católica que apoia a Reforma Agrária na Amazônia, é o cúmulo dos cúmulos! O CIMI já está de bom tamanho. Eu aprovo!

Se não bastasse o descalabro que o governo de esquerda do PT colocou o Brasil na atualidade, falando em política e economia, agora vem um dos loucos petistas dentro do Palácio do Planalto, convidado da senhora presidente Dilma Rousseff. Ele se levantou do lado da mandatária para ir até o microfone convocar os “companheiros” para invadir, matar e queimar fazendas no Brasil em sinal de protesto pelo impeachment da sua protetora.

O nome do louco varrido? Aristides dos Santos, diretor financeiro da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura – CONTAG. Esta confederação é responsável por miríades de invasões de terras e destruição, mortes em fazendas e laboratórios de experiências genéticas de produtos vegetais que os cientistas tentam modificar, para melhorar a vida da humanidade.

Politicamente falando, o Brasil não tem saída, e nem nomes de expressão que estejam com condutas dignas de se candidatarem para mudarmos o quadro caótico em que vivemos. Isto a curto prazo. A longo prazo piora porque, nossa Educação, não tem educado ninguém que se destaque para ser o Salvador da Pátria!

Outrossim, se a Lei for aplicada com rigor pelo Judiciário não vai sobrar ninguém no Congresso Nacional, no Executivo e, quiçá alguns nomes do Judiciário também sejam incluídos no rol que deverão ser julgados pelo juiz Sergio Moro. Arre égua!

Que ninguém aguenta mais ficar na frente da TV assistindo o noticiário político brasileiro é uma verdade, que devemos mudar o rumo da estrada e deixá-la em linha reta, nem pra esquerda e nem pra direita, também é uma verdade. Só falta o leitor enxergar e votar certo. Vou! Fui! Inté!

Vismar Kfouri 0 jornalista, escritor e ambientalista. kfouriamazonia39@gmail.com Blog: https:\\kfouriamazonia.wordpress.com – Contatos P\Palestras: 17-9986-7015.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s